7 passos para você se tornar bom em qualquer atividade

7 passos para você se tornar bom em qualquer atividade

7 passos para você se tornar bom em qualquer atividade

Hoje vou contar para você um momento da minha vida de intensa experimentação, o que eu aprendi e como me transformei com esta experiência. Viver é um processo e todo processo só existe em movimento, com fluxo e trocas. Digo isso para relembrar a importância de que, para construir uma vida que vale a pena ser vivida, você precisa agir, experimentar, testar e muitas vezes quebrar a cara no meio do caminho, rir de si mesmo e continuar andando.

Após ter me formado em Engenharia de Produção eu comecei minha vida profissional no mercado financeiro, trabalhando com fusões e aquisições. Dinheiro, glamour e a promessa de um futuro seguro e confortável foram elementos que eu comprei sem muito questionamento naquela época.

Grande erro… deixei de lado perguntas importantes como: qual é o meu propósito? Quais são Minhas paixões? Meus valores? Meus talentos? Estão alinhados com a atividade que vou exercer, com os valores e propósitos desta empresa, com a comunidade de pessoas com quem vou me relacionar? Recebi um retumbante “não” da vida e após dois anos trabalhando em bancos eu estava esgotado. Não me reconhecia mais, havia perdido meu brilho, meu físico sofria, me sentia psicologicamente quebrado e com a alma apagada. Eu estava totalmente fragmentado.

A gota d’água para mim foi uma fotografia. Uma fotografia de férias em que eu não me reconheci. Fiquei triste, chocado na verdade, em ver na naquela imagem uma sombra apagada de quem eu realmente sou. Esse choque me deu forças para reagir, montar um plano e mudar. Eu não tinha a menor ideia do que queria fazer, mas sabia o que eu não queria mais na minha vida.

Decidi então fazer a seguinte experiência: viajar de mochilão por 40 dias em locais de natureza selvagem onde eu poderia me fortalecer física e psicologicamente e durante este período eu iria aprender algo novo, do zero! Local: Bahia, Chapada Diamantina e ilha de Boipeba. O que aprender: fotografia (talvez uma forma de agradecimento ao universo?!)

Mandei reformar uma máquina antiga do meu pai, manual, uma Pentax Spotmatic. Comprei dois livros que seriam meus professores, filtros, muitos filmes, peguei meu mochilão, bota e pé na estrada. Foi uma experiência incrível, de vida intensa e lembranças calorosas. Reconectei-me com a minha essência, me curei física e psicologicamente, descobri na fotografia uma nova paixão e percebi que o mundo é generoso com aqueles que são curiosos e sinceros na sua busca pessoal.

Dessa experiência intensa comigo mesmo e com a fotografia como companheira, tirei muitos aprendizados. Alguns deles eu transformei em fundamentos básicos que eu uso até hoje quando eu quero me tornar bom em alguma nova atividade. Eu acredito que você também pode tirar bom proveito deles:

NOS DESENVOLVEMOS QUANDO SOMOS PRODUTIVOS

Faça algo, não espere uma luz divina iluminar sua cabeça e dizer o que fazer. Isso não acontece. Somente fazendo você começa um processo de autoconhecimento que pode te levar para caminhos que você nunca imaginou.

DOMINE OS FUNDAMENTOS

Qualquer nova atividade que você iniciar possui uma linguagem, um conjunto de técnicas que você precisa dominar. Não adianta comprar uma máquina fotográfica de última geração e não saber o que fazer com ela. Dominando os fundamentos você automatiza e incorpora os elementos básicos que te trarão sucesso ao realizar aquela atividade. Mas fique atento! Quando a atividade usa seus talentos, aquilo que você faz com facilidade, e conecta-se com a sua paixão, essa etapa não é pesada e nem sofrida, muito pelo contrário você vai querer mergulhar fundo em qualquer oportunidade que surgir para aprender mais.

LEMBRE DO SR. MIAGUI

No filme Karate Kid o sr. Miagi mandava o Daniel San pintar cercas, encerar carros, sempre usando o mesmo movimento. Por que ele fazia isso? Prática. O Sr. Miagi sabia que para incorporar e não pensar mais na técnica é preciso muito prática e disciplina. Imagine se você tivesse que lembrar e se esforçar todos os dias para escovar os dentes? Você praticou bastante quando era criança e hoje essa atividade já é automática para você. O que eu disse no fundamento dois vale aqui: se você está usando seus talentos e está conectado com a atividade, o prazer de se tornar cada vez melhor é consequência.

COLOQUE MAIS FERRAMENTAS NA SUA CAIXA

Vá atrás dos mestres, conecte-se com sua comunidade de praticantes. Quanto maior a diversidade de exemplos e experiências mais rica será a sua técnica. Eu adoro analisar e copiar (sim copiar) o trabalho de vários fotógrafos. Amplia meu olhar, aumenta meu repertório de técnicas e eu me renovo neste processo. Sempre tem alguém em algum lugar fazendo algo diferente e inovador. Abrace esse novo conhecimento e torne-o seu. Com o tempo você verá que essa mistura de ingredientes e temperos dá resultados.

VEJA COMO A FORMIGA E O ELEFANTE

Saia do óbvio, saia da zona de conforto. Se você quer realmente ser bem sucedido você deve explorar caminhos diferentes, buscar diferentes perspectivas. Porque ser mais um no Instagram postando fotos de comida, pés e selfies? Busque novos ângulos, ouse, use seu instinto. É nesse momento que os fundamentos incorporados começam a dar espaço ao coração, onde você começa a expressar a sua essência na atividade que está fazendo. Veja que até dominar as técnicas você vai seguir o rebanho, seu cérebro vai estar muito ocupado para permitir que seu coração se expresse. Quando você colocar seu cérebro no automático, ai começa a verdadeira diversão.

REVELE A FOTO ANTES DE TIRÁ-LA

Você é um caldeirão de histórias, experiências e sentimentos. Sua visão de mundo é única e a forma como você interpreta a realidade também é única. Eu percebi que tiro as fotos antes de clicar o botão. Dentro de mim ela já está pronta, só preciso materializá-la com o equipamento e técnicas. Confie nisso. Use toda a sua bagagem de vida e experiências e expresse-as na sua atividade. Resultados excepcionais surgem quando você usa a técnica para expressar sua essência única. Paulo Straub, fotógrafo, disse: “Para todos aqueles realmente capazes de ver, a fotografia tirada por você, representa o testemunho da sua existência”. Seja único, seja você.

ESTEJA PRESENTE

O mestre Henri Cartier Bresson disse: “A gente olha e pensa: Quando aperto? Agora? Agora? Agora? Entende? A emoção vai subindo e, de repente, pronto. É como um orgasmo, tem uma hora que explode. Ou temos o instante certo, ou o perdemos…e não podemos recomeçar…” Foco, energia, fluxo. Estar presente é esquecer que você precisa passar no mercado, ou pagar uma conta daqui a pouco. Você está lá, imerso na atividade, o tempo para, o mundo a sua volta some e você é tomado por um enorme prazer por fazer o que está fazendo.

Repare que os quatro primeiros fundamentos estão ligados ao mundo objetivo, exterior: a razão, a mente, técnicas, habilidades e conhecimento, já os fundamentos 5 e 6 trazem o mundo subjetivo, interior: suas emoções, o coração, o olhar interno e suas paixões. O sétimo fundamento integra mente e coração no momento presente, no agora. A união da mente e coração no presente gera um efeito de transformação, de criatividade e transcendência, é onde a mágica acontece, onde nos sentimos conectados com nossa essência e nosso propósito. Eu sei fazer, eu quero fazer, eu estou fazendo!

Quanto a mim, integrei e levo comigo todas as experiências dessa época em tudo o que faço, me tornei mais íntegro e consciente de mim mesmo. Cheguei a investigar em como me tornar fotógrafo profissional mas por enquanto, optei em manter essa paixão como hobbie. De qualquer forma, aquele foi o início de um novo ciclo de vida, outros vieram com novos desafios e me levaram para caminhos nunca imaginados, como escrever este post e criar um negócio social, o Moporã.

Encerro aqui com as palavras precisas de Cartier Bresson: “Fotografar é colocar na mesma mira a cabeça, o olho e o coração.” Será que só fotografar segue essa regra?

[Crédito da Foto: Freestocks.org]

[optin-monster-shortcode id=”igybboga7txbs3ivkmbh”]



Posts mais vistos


  • BAIXE NOSSO E-BOOK

shares